Dacia Sandero

Dacia Sandero

O Dacia Sandero já tem preços para Portugal.

Em julho, chegará aos mercados do Velho Continente, o novo Dacia Sandero, um utilitário de cinco portas com base no «low-cost» Logan.

A gama é composta de quatro motores. Dois a gasolina: 1.4 75 CV e 1.6 90 CV, e dois Diesel: 1.5 dCi de 70 ou 85 CV. Mede 4,02 m de comprimento e 1,75 m de largura, maior que um Renault Clio. O porta-bagagens oferece 320 litros, ou 1200 litros com os bancos traseiros rebatidos.

Quanto à segurança, estará equipado com ABS com função de travagem de emergência, quatro airbags (dois frontais e dois laterais), cintos de segurança com limitadores de tensão e encaixes isofix nos lugares traseiros.

Comparte a plataforma com o Logan e também o esquema de suspensão. À frente tipo McPherson com braço triangulado e barra estabilizadora; atrás eixo de torção em H com perfil de deformação programada, molas helicoidais e amortecedores verticais.

A altura livre ao solo é de 155 mm, com protecção extra por baixo do carro, o que facilita circular por certos caminhos, ou seja, as nossas esburacadas estradas.

Comparativamente ao Logan, do qual deriva, a qualidade dos materiais cresceu, assim como o cuidado dos detalhes, certamente para satisfazer a outro tipo de clientela, que não se contenta só com o básico. Mas, prevê-se que continue barato. Uma boa proposta para quem deseja uma carro familiar novo, ao preço de um TDI usado.

Edição: Vítor Penedo
Fonte: km77

Actualização (28/05/2008)

Conduzi algumas vezes um Renault Sandero numas férias no Brasil recentemente. Parece um carro bastante sólido, confortável e robusto, pelo menos enfrentava as estradas esburacadas com muito à vontade.

A ergonomia da consola não é assim tão má como parece. Uma boa proposta para o mercado português e para quem não se importe de comprar um Dacia novo, em vez de um Audi muito usado.

Texto: Vítor Penedo

Actualização (29/10/2008)

Depois do Logan MCV, a Dacia reforça a sua presença no mercado nacional com o lançamento do Sandero, um modelo compacto de cinco portas, mostrado pela primeira vez ao público Português no último Salão de Lisboa.

O Sandero aposta na habitabilidade, capacidade de carga, robustez e um preço de combate, sem prescindir a segurança e motorizações adequadas ao mercado. A dianteira distingue-se por ópticas expressivas, numa carroçaria de formas compactas, que lhe confere um ar moderno.

Proposto com dois níveis de equipamento: Pack e Confort, ambas as versões têm em comum o banco do condutor com regulação em altura e lombar, regulação em altura do volante, ABS EBV e EBA; 4 airbags, etc.

O Sandero recorre aos motores diesel 1.5 dCi de 70 cavalos e 1.5 dCi de 85 cavalos já conhecidos de outros modelos Renault, com emissões de CO2 de apenas 120 g/km em ambas as versões.

Com as entregas das primeiras unidades previstas apenas para o mês de Janeiro do próximo ano, o Dacia Sandero, pode ser já encomendado nos concessionários Renault com preços que se iniciam nos 13 300 euros, sem despesas.

Lista de preços:
Sandero 1.5 dCi 70cv Pack – 13.300 euros
Sandero 1.5 dCi 70cv Confort – 14.100 euros
Sandero 1.5 dCi 85cv Confort – 14.600 euros

Actualização (10/05/2009)

“Não será difícil ser humilde quando se é grande” pode ler-se numa das obras de Vergílio Ferreira… É com esta frase do conhecido escritor português que a Dacia anuncia o lançamento, no mercado Português, do Sandero 1.2 16v de 75 cavalos com um preço de 8600 euros, mediante benefícios da politica de abate.

O motor 1.2 16v, conhecido do Twingo e Clio, desenvolve uma potência de 75 cavalos às 5 500 rpm e um binário de 107 Nm às 4 250 rpm. Associado a uma caixa de velocidades manual de 5 relações, o Dacia Sandero 1.2 16V 75cv reclama um consumo de 5,9 l/100 km em ciclo misto e emissões de 139 g/km de CO2.

O Sandero 1.2 16V 75cv está equipado com o sistema ABS Bosch 8.1 de última geração, com repartidor electrónico de travagem (EBV) e – estreia absoluta na gama Dacia – do auxílio à travagem de urgência (EBA). Consoante o nível de equipamento, o Sandero pode ter até 4 airbags.

O Sandero 1.2 16V 75cv está já disponível nos concessionários da marca francesa por cerca de 8.600 euros, no caso concreto da versão Pack e depois de descontados os apoios de incentivo ao abate preconizados pelo governo e pela marca. Nesta versão, o preço de venda ao público (sem os benefícios da política de abate) é de 10.600 euros, enquanto na versão com o nível de equipamento Confort, o preço é de 11.400 euros.

Actualização (14/06/2009)

A Dacia acaba de lançar em Portugal, uma nova versão de acesso à gama Sandero, o Access. Disponível por 9690 euros, ou 7650 euros se incluirmos a campanha de Veículos em Fim de Vida, a Dacia reclama para este modelo o título de mais barato do mercado.

O Sandero Access está equipado com um motor 1.2 a gasolina de origem Renault. Com 75 cavalos de potência e 107 Nm de binário máximo, com um consumo de 5,9 l/100 km em ciclo misto e 139 g/km de emissões de CO2, cumprindo os critérios da assinatura Dacia Eco².

Em termos de segurança, destaque para o ESP com repartidor electrónico de travagem, cintos com limitadores de esforço à frente, airbags frontais e de fixações Isofix.

O Dacia Sandero Access 1.2 16V 75cv está já disponível na Rede de Concessionários Renault por 9.690 euros. Com os apoios em vigor ao abrigo do programa de Veículos em Fim de Vida, o Dacia Sandero Access pode ser adquirido por 7.650 euros. Nos tempos de crise em que vivemos, é uma excelente notícia.

Fonte: Autoportal

(9438)

Partilhe
RSS
Follow by Email
Facebook
Facebook
Google+
http://www.4rodaspt.com/2008/03/dacia-sandero/
Twitter
SHARE