Alfa Romeo Giulia

Alfa Romeo Giulia

Nos últimos anos da sua centenária vida, de óptimos e péssimos momentos, a Alfa Romeo estava como hibernada, não apresentando novos produtos, que recuperassem verdadeiramente o “espírito Alfa”. Tudo isto cessa agora, com o lançamento do Giulia, uma berlina premium de tracção traseira e a promessa de 9 novos modelos até 2021.

Considerado o substituto natural do 159 (2005/2009), o Giulia, desenvolvido a partir da plataforma do Maserati Ghibli, é orientado ao condutor que necessita de um veículo capaz de o transportar de forma eficaz, qualquer que seja a estrada, não esquecendo o conforto satisfatório. Se uma berlina pode ser chamada de desportiva, nenhuma marca consegue passar o verdadeiro “cuore sportivo”, como a Alfa Romeo. Os alemães que se cuidem.

Em Portugal, o Giulia está disponível com quatro níveis de equipamento: Giulia, Super, Veloce e Quadrifoglio, este último, o mais potente Alfa Romeo de estrada alguma vez criado, equipado com uma motorização explosiva de DNA Ferrari.

Os preços começam nos 41.750 euros, para a motorização 2.2 diesel de 150 cavalos e caixa manual de seis relações, no nível de equipamento mais baixo, que inclui, entre outros, jantes de liga leve de 16 polegadas, ar-condicionado bi-zona e sistema Alfa DNA. Este motor pode também estar equipado com uma caixa automática de oito relações, subindo o valor final para os 44 mil euros. Na mesma base de preço, o Giulia pode ter um coração a gasolina, com 1995 cc e 200 cavalos, apenas com caixa automática.

O nível de equipamento Super, a partir de 43.450 euros, acrescenta as jantes de 17 polegadas e acabamentos interiores específicos, com revestimentos em pele e tecido. Os motores são três, o 2.2 diesel de 150 ou 180 cavalos e o 2.0 a gasolina de 200 cavalos.

O nível Veloce pretende disponibilizar uma alma mais desportiva, a preços não completamente proibitivos. A partir dos 54 mil euros, acrescenta o sistema de tracção integral Q4 e duas motorizações: 2.0 turbo com 280 cavalos e 400 Nm e o 2.2 turbodiesel com 210 cavalos e 470 Nm.

No topo surge o Quadrifoglio, com uma distribuição de pesos 50/50 entre os dois eixos, suspensões sofisticadas, uma direcção super-directa e várias ajudas à condução. Bancos desportivos revestidos de pele e Alcântara, volante desportivo com botão de ignição vermelho, claramente inspirado na competição e elementos aerodinâmicos exteriores.

O coração deste Quadrifoglio, tem 510 cavalos de potência e mais de 600 Nm de binário. É um 2.9 V6 Bi-Turbo criado a partir do zero, por um engenheiro que trabalhou durante 15 anos na Ferrari. Anuncia uma velocidade máxima de 307 km/h e acelera dos 0 aos 100 km/h em apenas 3.9 segundos. O preço arranca nos 96.500 euros.

É oficialmente a berlina mais rápida do momento, depois de bater o Porsche Panamera Turbo em Nurburgring, no final do ano passado.

Texto: Vítor Penedo
Fonte: Alfa Romeo

(208)

Partilhe
RSS
Follow by Email
Facebook
Facebook
Google+
http://www.4rodaspt.com/2017/02/alfa-romeo-giulia/
Twitter
SHARE