DS 7 Crossback

DS 7 Crossback

Após a separação da Citroën, a DS, como marca premium do grupo PSA, pretende com este novo 7 Crossback, dar um novo impulso à gama, que andava escassa em novidades, uma clara declaração de intenções em termos de design e inovação tecnológica.

É o primeiro SUV da marca e o primeiro do grupo PSA, a dispor de um sistema de condução semi-automática, capaz de funcionar entre 0 e 180 km/h. Os sistemas Cruise Control e Alerta de Transposição Involuntária de Faixa de Rodagem trabalham em conjunto, num sistema denominado DS Connected Pilot, gerindo a trajectória e a velocidade do carro. Concentra também, o já conhecido sistema de Estacionamento Automático.

Outros sistemas, como DS Night Vision (câmara de infravermelhos optimiza a detecção de obstáculos à noite), DS Active Vision e o DS Active Scan Suspension, uma suspensão adaptativa em tempo real, que usa uma câmara para avaliar o estado do piso 5 metros à frente do veículo, controlando cada amortecedor, digna do século 21, fazem parte do conjunto tecnológico de um veículo que ambiciona estar à frente do seu tempo, tal como acontecia com o Citroën DS de 1955.

O interior deste novo 7 Crossback respira luxo e tecnologia. Os acabamentos são dignos da Alta-Costura e têm nomes de bairros emblemáticos de Paris: Bastille, Faubourg, Opera ou Rivoli. Existe também um acabamento Performance Line.

Os materiais empregues são nobres, como o couro Nappa, Alcântara ou madeira. As versões mais equipadas, têm detalhes de puro requinte, como um joystick em vidro para controlar o ecrã multimédia de 12 polegadas ou um relógio B.R.M. R180 posicionado no topo da consola central.

A nível mecânico, destaque para a caixa automática de 8 relações EAT8, associada a motorizações evoluídas como o 1.6 THP a gasolina de 180 ou 225 cavalos, ou o 2.0 BlueHDi de 180 cavalos. A caixa manual de 6 relações está associada ao 1.6 BlueHDi e ao bloco a gasolina de três cilindros 1.2 PureTech, ambos com 130 cavalos.

Mais tarde, lá para 2019, surgirá a versão híbrida plug-in E-Tense, com 60 km de autonomia em modo 100% eléctrico. Um conjunto de dois motores eléctricos (um na caixa de velocidades automática e outro no eixo traseiro) com um motor térmico (talvez o 1.6 THP), produzem uma potência combinada de 300 cavalos e 450 Nm de binário, com tracção às quatro rodas.

A DS idealizou o 7 Crossback como um veículo de luxo, repleto de detalhes, tecnologia e inovações inéditas para o segmento em que se insere, uma clara inspiração nas marcas premium Mercedes-Benz, Audi e Land Rover.

Será apresentado oficialmente, durante o próximo Salão Automóvel de Genebra, a 7 de Março. Entrará no circuito comercial, no último trimestre deste ano, com uma versão especial denominada “La Primière”.

Texto: Vítor Penedo
Fonte: DS Automobiles

(144)

Partilhe
RSS
Follow by Email
Facebook
Facebook
Google+
http://www.4rodaspt.com/2017/03/ds-7-crossback/
Twitter
SHARE